Drones são usados na construção civil

Escrito por samu / NOVIDADES / Nenhum Comentário

Equipamento começa a ser usado na construção civil. Imagens captadas possibilitam ao futuro morador acompanhar a obra e ter ideia de como será a vista de seu imóvel quando pronto

Funções que antes dependiam de helicópteros ou aviões podem ser desempenhadas mais facilmente com o uso de veículos aéreos não tripulados (vants – na sigla em português) ou drones (do inglês, zangão). Esses robôs voadores utilizados inicialmente pelo exército estão cada vez mais comuns em atividades comerciais e industriais, chegando à construção civil.

O equipamento, que vem do aeromodelismo, permite imagens em diversos ângulos de empreendimentos em andamento. Segundo um dos sócios da Drone Images, empresa de São Paulo, Ricardo Gonçalves da Fonseca, a maioria dos clientes contrata os serviços para levantamento de área, para base cartográfica e definição de projetos. “As imagens obtidas ajudam a estabelecer qual o projeto ideal para a área que se tem definida”, diz. Os drones ainda podem ser utilizados na construção civil para acompanhamento da obra, inclusive munir as construtoras de imagens e ajudá-las a argumentar na hora da venda. Ou seja, o cliente interessado em um imóvel pode ver detalhes que não seriam possíveis sem ou auxílio de imagens aéreas.

Fonseca explica que essas aeronaves também são utilizadas na manutenção de construção pesada como hidrelétricas e pontes. “A partir das imagens é possível identificar o tempo de vida de uma coluna e seu estado”, exemplifica. Além disso, auxiliam a supervisionar a situação de equipamentos como antenas, tubulações e rede elétrica.

Entre as vantagens oferecidas pelo uso dos vants estão eficiência, alcance e mais segurança. “Trata-se de um voo inteligente que utiliza GPS. Se o equipamento apresenta algum problema, ele volta para o ponto de origem sozinho”, explica Fonseca.

Outra vantagem é a redução de custos, primeiro porque o acompanhamento da obra de vários ângulos pode ajudar a otimizar recursos utilizados na construção. Depois, porque uma imagem aérea comum depende do aluguel de uma aeronave, de horário marcado com piloto e tem custo mais elevado que o serviço feito por meio dos drones.

O preço do serviço depende da qualidade da imagem e dificuldade de acesso, além do período. Segundo Fonseca, podem ser utilizados desde os menores, de dois quilos, para ambientes fechados, e os maiores, de 15 quilos. “Os maiores têm câmera profissional, com mais recursos de imagem. E os menores contam com câmera de aventura, que, apesar de não oferecer tantos recursos, têm qualidade de imagem igual ou superior à da câmera profissional”, diz. A resolução chega a 4k (ultra HD). Há a possibilidade de entrega do filme já editado ou do material bruto. As produtoras, que também contratam serviços de empresas que operam drones, costumam optar pelo conteúdo capturado na íntegra.

Regulamentação
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) pretende permitir voos de drones de até 25 quilos em lugares públicos a até 120 metros de altitude com regras facilitadas – a regulamentação deve passar a vigorar até o final de 2014. Pela proposta, há regras como manter a distância mínima de 5 km de aeroportos, além da divisão por categoria.

A obtenção da autorização depende, hoje, do cumprimento de uma série de exigências e entrega de documentos à Anac.

SERVIÇOS
A captura de imagens por meio de drones custa em média o equivalente a 20% do valor, se as imagens aéreas fossem feitas de uma aeronave do tipo comum.

Read More

DRONES: UMA PEQUENA INTRODUÇÃO – VEÍCULOS AÉREOS NÃO TRIPULADOS

Escrito por samu / NOVIDADES / Nenhum Comentário

Nos últimos três anos o mercado de Drones (Veículos Aéreos Não Tripulados) vem crescendo de forma exponencial, tanto no Brasil como no mercado internacional.  Basta navegar um pouco na internet, nas redes sociais ou sites de notícias e atualidades, que eles estão lá, presentes nas mais diversas formas, seja comercialmente para venda, seja captando imagem em algum evento, mapeando ou até mesmo de forma negativa, como os casos recentes de mal-uso em estádios de futebol, na Europa, no Brasil e na Argentina. Com toda essa exposição, as dúvidas são naturais, as confusões envolvendo a nomenclatura dos equipamentos também, o que é compreensível.

TERMINOLOGIA DRONES – VANT

O termo Drone, é uma designação ‘popular’ e ‘comercial’ com origem nos Estados Unidos, que numa tradução livre para Português, significa Zangão; o motivo deste ‘apelido’ é o som emitido pelo equipamento. Atualmente o termo Drone é utilizado regularmente no mundo todo, tanto popularmente como comercialmente.

Mas afinal qual é a terminologia tecnicamente correta para os Drones? Internacionalmente, o termo correto é U.A.V (Unmanned Aerial Vehicle), sendo que em Português, chamamos de V.A.N.T (Veiculo Aéreo Não Tripulado). Dentro desta tipologia, ainda temos dois tipos de V.A.N.T: os modelos Asa Rígida e os modelos multirrotores, que podem ter 4, 6 ou 8 rotores.  A legislação brasileira ainda diferencia os tipos como RPA (Aeronave Remotamente Pilotada) e RPAS (Aeronave Remotamente Pilotada e todos os seus Recursos). Neste artigo, vamos manter a terminologia popular, como forma de facilitar o entendimento.

CARACTERÍSTICAS DOS DRONES

Uma vez esclarecidas as terminologias, é importante saber as principais características que diferenciam os equipamentos, e fazem com que tenhamos Drones para lazer, hobby e nível profissional.  Dentre os elementos que mais influenciam no nível do equipamento, estão o sensor (câmera embarcada e tipo, rgb, multispectral etc), sistema de navegação, precisão do receptor GNSS, qualidade do frame (chassi do Drone) e autonomia do voo. Por isso, é comum o preço dos equipamentos variar tanto, iniciando em R$ 6.000,00 para hobby e podendo chegar até a R$ 250.000,00 para uso profissional.

Uso dos Drones

O uso dos Drones como hobby e lazer cresce com a popularização do equipamento a facilidade de acesso ao mesmo. São inúmeras as comunidades online que abordam o assunto, e pontos de encontro em diversas cidades brasileiras para pratica e troca de experiências. Como hobby, além do voo em si, os Drones são muito utilizados para realizar filmagens e fotografias diversas.

Dentro do âmbito profissional, os Drones dotados de sensores com alta resolução são utilizados por fotógrafos, cineastas e produtores para captação de vídeos e fotografias.

Os Drones também são muito utilizados para fins de mapeamento de áreas, principalmente para geração de imagens georreferenciadas e mosaicos ortorretificados. Para este uso são utilizados os Drones com câmeras Dslr profissionais com alta resolução e sistema receptor GNSS de alta precisão.

O uso militar foi o que impulsionou o desenvolvimento dos VANTs, e hoje é usado nas mais diversas áreas de segurança, principalmente os modelos de asa rígida, para monitoramento de fronteiras e até mesmo para uso bélico em conflitos.

Conforme os equipamentos vão evoluindo, e os usuários se desenvolvendo, vão surgindo novos modelos de Drones e novas aplicações surgem a todo instante.

Read More

FOTO 360º – FOTOGRAFIAS PANORÂMICAS E TOUR VIRTUAL (BOLHA 360º)

Escrito por samu / NOVIDADES / Nenhum Comentário

Em breve estaremos lançando o SD 360°

As fotografias panorâmicas imersivas em 360º (fotos 360º) oferecem uma experiência interativa ao usuário, que pode explorar um determinado local de todos os ângulos.

O tour virtual SD 360º pode ser usado para documentar obras, áreas, ambientes fechados e muito mais. Além disso, você pode usá-lo para mostrar a visão em torno do empreendimento, condomínio, loteamentos e estruturas.

Read More